quinta-feira, 28 de maio de 2020

Diz-me



Diz-me que estás quase,

que chegas não tarda, com uma brisa de vento, e o calor que te mora no peito.

Trazes-me de presente o que mais quero - o teu abraço, e o teu sorriso,

e a tua frase mais importante - estou aqui.

Diz-me que não vais falhar

e que as cartas que chegam a caixa do correio não são desculpas tuas,

porque não podes vir, que algo te prendeu,

que a vida mudou o rumo e por isso mudaste também.


Diz-me que vamos ver o nascer do sol juntos e que isso não demora, e que

Natal sem mim não é Natal,

e a vida sem mim é apenas tão fria como a minha vida é tão fria sem ti.

Diz-me que com a pressa os presentes ficaram por comprar,

e que só tens o teu tempo para me oferecer.

Diz-me que vens e já não demoras.

Que o que importa é o teu abraço no meu a braço     e o melhor presente

é o que partilhamos de coração com coração...

 


*        

 

   

Sem comentários:

Publicar um comentário

Ao meu lado existe o vosso lado, e aqui é o vosso espaço. Desejo imenso ler-vos !