domingo, 16 de junho de 2013

Era Uma Vez

 

Era uma vez um poema que não o era;

escrito por uma poetisa que nunca o foi,

por entre loucuras que não aconteceram

e amores lunares que nunca existiram.

 

Era uma vez um poema que sem ser poema,

alguém escreveu, mas sem palavras…

com versos soltos e sem rimas,

numa folha sem linhas,

numa vida sem vida,

numa história sem fim.

 

Ah… era uma vez um poema…

que por ser apenas poema se entristecia;

não tinha mais do que o que era,

e por ser o que era, não existia.

 

*

 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Ao meu lado existe o vosso lado, e aqui é o vosso espaço. Desejo imenso ler-vos !